Casamento molhado, casamento abençoado

“A chuva cai
E eu estou-me bem a borrifar (…)
Eu vou seguindo o meu caminho
E quando penso em ti
Agora, doravante e p’ró futuro
Aliás, como sempre e como dantes”

 

Não sabemos se há alguma quezília entre santos, mas aparentemente o S. Pedro tem feito de tudo para estragar o trabalho do Santo António. Já começam a ser raros os casamentos em que a chuva não marque presença.

 

No entanto, ontem, quando a Liliana e o Sérgio se olharam pela primeira vez a caminho do altar, sentimos os raios de sol a invadir o espaço e só nos lembramos desta música do Jorge Palma. Não acreditamos em coincidências, mas somos fiéis discípulos do destino. O amor que trouxeram com eles brilhou mais forte. E nós sentimo-nos abençoados.

 

All you need is Love-the perfect soundtrack for the day of your dreams